Dados de violência doméstica no Maranhão tem aumento com a pandemia

Antes de chegar a essa extremo e ao menor sinal de violência, a mulher precisa denunciar

Por Redação
Publicado em 25 de julho de 2022 às 08:39

Durante a pandemia, os números de violência doméstica cresceram no Maranhão. Os casos de feminicídio contabilizados no estado foram de 65 em 2020 e 56 em 2021. Em 2022, já foram registrados 31 crimes desse tipo, mais da metade de todo o ano passado.

Entre março de 2020 e dezembro de 2021, o Brasil registrou 2.451 casos de feminicídio e 100.398 de estupro e estupro de vulnerável. Os casos de violência doméstica são mais comuns do que se imagina e praticados por quem menos se espera.

De acordo com informações da Delegacia Especial da Mulher, que funciona na Casa da Mulher Brasileira, de janeiro a junho desse ano, mais de 3 mil boletins de ocorrência foram registrados, relatando algum tipo de violência contra a mulher.

Kazumi Tanaka, coordenadora das Delegacias da Mulher no Maranhão, afirma que esse é um problema relacionado a estrutura da sociedade, e para modificar essa estrutura é necessário que políticas públicas sejam implementadas. Além disso, é necessário que haja o comprometimento do estado e também da sociedade para mudar essa realidade.

Confira a reportagem:

© SDC - Todos os diretos reservados.