Fifa cancela jogo entre Brasil e Argentina e define multas às confederações

CBF recebeu penalidade de R$ 1,624 milhão, enquanto AFA foi multada em R$ 812 mil

Por Redação
Publicado em 16 de agosto de 2022 às 15:52
...

A Corte Arbitral do Esporte confirmou nesta terça-feira (16) o acordo entre Fifa, CBF e AFA para o cancelamento da partida entre Brasil e Argentina, válida pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo, que seria realizada no dia 22 de setembro. Em setembro de 2021, o jogo foi cancelado pela Anvisa aos cinco minutos por conta de irregularidades sanitárias na equipe celeste, em meio à pandemia da Covid-19. 

Além do cancelamento, o Tribunal estipulou multas às confederações: enquanto a CBF terá de pagar R$ 1,624 milhão, a AFA foi penalizada em metade desse valor, R$ 812 mil. A decisão foi ratificada com o aval das comissões técnicas, que entenderam que o jogo não traria benefícios, já que os jogadores penalizados poderiam ter de cumprir suspensão na Copa. Tanto Brasil quanto Argentina não dependeram dos pontos para garantir a vaga no torneio. 

“Diante da posição da comissão técnica, vamos procurar neste momento a FIFA para que a partida não seja realizada. Não vou medir esforços para atender a comissão técnica. A nossa prioridade é conquistar o hexacampeonato no Catar. Se a partida não é recomendada pelo comando da Seleção, vamos investir para que a partida não ocorra”, disse o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, na última quinta-feira.

Agora, ambas as seleções terão mais uma data disponível para realizar amistosos pré-Copa. Os adversários do Brasil devem ser Argélia e Tunísia. Os jogos estão previstos para os dias 22 e 27 de setembro.

Relembre o caso 

No dia 5 de setembro de 2021, Brasil e Argentina iniciaram, na Neo Química Arena, o confronto válido pela sexta rodada das eliminatórias da Copa do Mundo. Aos cinco minutos do primeiro tempo, agentes da Anvisa invadiram o gramado, o que gerou a suspensão da partida, por conta de irregularidades no protocolo sanitário de quatro jogadores argentinos na entrada em solo brasileiro, em meio à pandemia da Covid-19. 

Os pontos em disputa não fizeram falta nem ao Brasil e nem à Argentina, que se classificaram em primeiro e em segundo, respectivamente, separados por seis pontos. Uruguai e Equador foram os outros dois classificados ao Mundial.

© SDC - Todos os diretos reservados.