Elon Musk acusa Twitter de fraude e pede encerramento de acordo

Essa alegação faz parte de uma alteração feita no processo movido pelo CEO da Tesla contra a empresa que ele pretendia comprar

Por Suelem Thamires
Publicado em 16 de setembro de 2022 às 16:16
...

As disputas entre Elon Musk e o Twitter seguem cada vez mais quentes, em meio a aproximação do início da batalha judicial entre as duas partes. Na quinta-feira (15), o bilionário acusou a rede social de fraude, ao supostamente ocultar “graves falhas na segurança de dados” na plataforma.

Essa alegação faz parte de uma alteração feita no processo movido pelo CEO da Tesla contra a empresa que ele pretendia comprar. Ela foi baseada nas declarações dadas pelo antigo chefe de segurança cibernética do Twitter, Peiter Zatko, denunciando uma série de descuidos por parte do microblog.

Durante audiência no Senado dos Estados Unidos, na terça-feira (13), Zatko disse que a sua antiga empregadora estava “uma década atrasada em relação aos padrões de segurança do setor”. O especialista também revelou detalhes de como os funcionários da companhia poderiam assumir praticamente qualquer conta registrada na rede social.

Com as denúncias mais recentes, Musk resolveu modificar a ação original e pedir ao tribunal que lhe conceda o direito de encerrar o acordo para a compra do Twitter, avaliado em US$ 44 bilhões, sem qualquer punição para ele. Em sua opinião, as alegações do ex-chefe de segurança são suficientes para uma quebra de contrato.

Batalha judicial marcada para outubro

Além da acusação de fraude, o homem mais rico do mundo citou, no processo modificado, outro fato supostamente omitido pelo microblog. De acordo com ele, o Twitter escondeu o não cumprimento de um acordo com a Comissão Federal de Comércio dos Estados (FTC) sobre os dados dos usuários, firmado em 2011.

Em relação às denúncias de Zatko, a rede social afirma ter conduzido investigações internas que terminaram sem encontrar provas das alegações. A demissão do ex-funcionário foi motivada por mau desempenho, segundo a gigante da tecnologia.

O encontro entre Musk e o Twitter na justiça americana está marcado para começar no dia 17 de outubro, quando o executivo tentará se livrar da obrigação de cumprir o acordo de compra. A previsão é de que o julgamento dure ao menos cinco dias.

Com Informações do Tecmundo

© SDC - Todos os diretos reservados.