Stranger Things: por que Metallica aprovou uso de Master of Puppets?

Quem falou sobre o assunto foi o baterista e um dos fundadores do Metallica, Lars Ulrich. Em entrevista ao radialista Howard Stern

Por Cristiane Moraes
Publicado em 30 de novembro de 2022 às 16:51
...

Entre as cenas mais icônicas de Stranger Things, série da Netflix, uma viverá por muito tempo no imaginário dos fãs. Estamos falando da sequência em que o personagem Eddie Munson (Joseph Quinn) vai até o Mundo Invertido, pluga sua guitarra e toca a canção “Master of Puppets”, da banda Metallica.

A cena acontece no season finale da 4ª temporada de Stranger Things. Nela, Eddie toca a canção da banda de metal a fim de atrair as criaturas voadoras do Mundo Invertido para permitir que seus amigos chegassem até o covil de Vecna, grande vilão da narrativa do seriado.

Quem falou sobre o assunto foi o baterista e um dos fundadores do Metallica, Lars Ulrich. Em entrevista ao radialista Howard Stern, o músico abriu o jogo sobre o porquê de a banda ter permitido o uso de Master of Puppets na obra da Netflix, já que ela não costumava ceder suas canções para produções audiovisuais com frequência. Aliás, quase nunca.

“Costumava ser, com o Metallica… nós éramos sempre os caras do ‘não’. Nós fizemos um 180. Nós dissemos ‘quer saber? Isso é estúpido. Por que estamos nos agarrando a essas canções como se fossem tão importantes, como se fossem joias da coroa?’ Nós começamos a dizer ‘sim’ para tudo. Vamos partilhar nossa música com o mundo. Foi uma surpresa ver como isso se tornou um fenômeno. Foi totalmente inesperado. Nós pensaríamos que essas canções ainda teriam algum impacto 40 anos depois? Estamos animados em fazer parte disso”, afirmou Ulrich.

Quem falou sobre o assunto foi o baterista e um dos fundadores do Metallica, Lars Ulrich. Em entrevista ao radialista Howard Stern, o músico abriu o jogo sobre o porquê de a banda ter permitido o uso de Master of Puppets na obra da Netflix, já que ela não costumava ceder suas canções para produções audiovisuais com frequência. Aliás, quase nunca.

“Costumava ser, com o Metallica… nós éramos sempre os caras do ‘não’. Nós fizemos um 180. Nós dissemos ‘quer saber? Isso é estúpido. Por que estamos nos agarrando a essas canções como se fossem tão importantes, como se fossem joias da coroa?’ Nós começamos a dizer ‘sim’ para tudo. Vamos partilhar nossa música com o mundo. Foi uma surpresa ver como isso se tornou um fenômeno. Foi totalmente inesperado. Nós pensaríamos que essas canções ainda teriam algum impacto 40 anos depois? Estamos animados em fazer parte disso”, afirmou Ulrich.

Sucesso nas paradas

De fato, nem o baterista do Metallica, muito menos os fãs imaginavam que “Master of Puppets” teria um impacto tão avassalador após tantos anos. Ao aparecer em Stranger Things, a canção imediatamente voltou para o Billboard Top 100, ranking com as 100 músicas mais populares do momento. A música atingiu a posição 35. Isso 36 anos após o seu lançamento oficial, em 1986, no álbum “Master of Puppets”.

Não só isso, a cena com o roqueiro Eddie Munson rodou o mundo e se tornou uma das mais marcantes de quaisquer séries ou filmes de 2022. O que apenas prova que a parceria entre Metallica e Stranger Things foi, realmente, um baita acerto!

Com Informações do Tecmundo

© SDC - Todos os diretos reservados.