Cresce mais de 41% o número de carros elétricos em circulação no país

Venda desse tipo de veículo, em 2022, superou a dos últimos 9 anos

Por Redação
Publicado em 4 de dezembro de 2022 às 09:24
...

Ainda caros, mas com preços gradativamente em queda, os carros elétricos têm ganhado espaço das ruas brasileiras. Já quase 11.658 veículos em circulação no país.

Só em 2022, foram vendidos 6.831 carros totalmente elétricos no Brasil; número que supera as vendas registradas nos últimos 9 anos – 4.827, entre 2012 e 2021. Considerando os modelos híbridos, que funcionam também com motor a combustão, já são mais de 38 mil veículos.

Uma mudança na mentalidade do consumidor pode explicar esse cenário: hoje, motoristas buscam carros mais tecnológicos e com maior autonomia, mas também estão preocupados com o meio ambiente, já que modelos elétricos não emitem gases poluentes.

O aumento da circulação de carros elétricos no país fez crescer também o número de espaços para a recarga desses veículos, os chamados eletropostos. No início do ano, eram 1.250 estações; hoje, são 2.800.

“O que mostra que o Brasil, rapidamente, se insere nessa grande transição energética, em prol da mobilidade elétrica, das energias renováveis, da consolidação de uma nova indústria”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), Adalberto Maluf.

A recarga também pode ser feita em espaços particulares – até em casa, em uma tomada 220 volts. Basta um adaptador. 

O aumento na demanda aqueceu a busca por lítio no Brasil, mineral usado como matéria-prima para as baterias desses modelos. Somente este ano, mais de 400 pedidos de pesquisa de lítio foram apresentados à Agência Nacional de Mineração.

Um carro elétrico zero quilômetro pode custar R$ 160 mil a mais de R$ 1,5 milhão. Contudo, a expectativa é que os valores se tornem mais competitivos, como afirma o consultor em mobilidade elétrica, Gilberto Prado.

“[Expectativa é] que, até 2030, a gente reduza em mais da metade os preços atuais de bateria, de células de lítio, principalmente. E essa redução causaria um grande feito do mercado que é de fato a gente começar a atingir a paridade entre veículo elétrico e veículo a combustão. A paridade de compra entre um veículo elétrico e um veículo a combustão”, afirma o especialista.

© SDC - Todos os diretos reservados.