Bolsonaro troca secretário de Cultura a menos de um mês do fim do governo

André Porciuncula substitui Hélio Ferraz de Oliveira no cargo

Por Redação
Publicado em 7 de dezembro de 2022 às 15:30
...

A menos de um mês para o fim do governo, o presidente Jair Bolsonaro (PL) exonerou Hélio Ferraz de Oliveira do posto de secretário especial de Cultura do Ministério do Turismo e nomeou para o seu lugar André Porciuncula, que vinha atuando como secretário adjunto da Secretaria Especial (Secult). Ele fica exonerado deste cargo agora. As decisões foram publicadas nesta 4ª feira (7.dez) no Diário Oficial da União (DOU).

Hélio Ferraz se tornou titular da Secult após a saída de Mário Frias do cargo – que ocorreu no final de março deste ano. Porciuncula, por sua vez, é capitão da Polícia Militar da Bahia e já foi também secretário nacional de Fomento e Incentivo à Cultura. Em 2 de janeiro deste ano, ainda no cargo, ele discutiu pelas redes sociais com o ator José de Abreu, por causa da Lei Rouanet.

“A arrogância típica dos ignorantes. A Lei Rouanet não é caixa eletrônico de artista, apesar do que sua turma tentou fazer com ela. A lei é para tutelar a cultura nacional, museu, patrimônio histórico, cultura popular e tantas outras atividades que não são a mamata que gostava”, disse Porciuncula a Abreu, que rebateu: “teu c*. Vai ler a lei antes”.

Nas eleições deste ano, o agora secretário especial concorreu ao cargo de deputado federal pela Bahia, filiado ao Partido Liberal (PL), e se tornou suplente, tendo recebido 82.693 votos.

© SDC - Todos os diretos reservados.