“Chefão” do jogo do bicho é preso durante operação da PF

Contraventor "Capitão Guimarães" é acusado de mandar matar homem que desviou dinheiro da quadrilha

Por Redação
Publicado em 7 de dezembro de 2022 às 10:00
...

Ailton Guimarães Jorge, mais conhecido como “Capitão Guimarães”, foi preso na manhã desta quarta-feira (7) durante uma operação da Polícia Federal em cidades do Rio de Janeiro. A ação visa combater contraventores envolvidos com máquinas de caça-níqueis e o jogo do bicho. 

O preso, de 81 anos, seria o mandante do assassinato de Fábio de Aguiar Sardinha, morto aos 41 anos em julho de 2020, em um posto de combustíveis em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Fábio teria desviado dinheiro da quadrilha de Guimarães. 

Considerado “chefão” do jogo do bicho, o acusado foi preso na mansão onde reside, em Camboinhas, região oceânica de Niterói. O carro de luxo do contraventor foi apreendido e a polícia encontrou um fuzil na casa do bicheiro. Guimarães também vai responder pelo porte ilegal da arma de fogo. 

Em outro alvo da operação, os agentes foram recebidos a tiros por caseiros fortemente armados em uma mansão na cidade de Búzios, na região dos Lagos. Foi registrada troca de tiros e os criminosos foram presos em flagrante. Não há informações de policiais feridos. 

Todos os envolvidos são suspeitos de atuar em uma espécie de monopólio que explora o jogo do bicho e máquinas caça-níqueis na região metropolitana do Rio. “Capitão Guimarães” será levado para a sede da PF, na capital. No total, 120 policiais e integrantes do Ministério Público participaram da ação para cumprir três mandados de prisão, incluindo o do bicheiro, e outros 17 de busca e apreensão. 

© SDC - Todos os diretos reservados.