Polícia busca motivação por ataque a tiros em salão de dança, nos EUA

Crime foi cometido por um homem de 72 anos, no Ano Novo Lunar

Por Agência Brasil
Publicado em 24 de janeiro de 2023 às 08:45
...

Investigadores da Califórnia se empenhavam nesta segunda-feira (23) para descobrir por que um homem armado de 72 anos matou 10 pessoas em um salão de dança na área de Los Angeles, popular entre clientes mais velhos de ascendência asiática, antes de se matar com um tiro horas depois.

O massacre, ocorrido no Ano Novo Lunar, um dos eventos mais festivos do calendário para muitos asiáticos, foi cometido na noite de sábado (21) por um homem identificado pela polícia como Huu Can Tran, de 72 anos.

O xerife do condado de Los Angeles, Robert Luna, disse no domingo (22) que “tudo está sobre a mesa” em termos do motivo do tiroteio.

“Não sabemos se isso é especificamente um crime de ódio definido por lei, mas quem entra em um salão de dança e atira em 20 pessoas”, declarou Luna.

Autoridades trabalhavam nesta segunda-feira tentando identificar as 10 pessoas que Tran supostamente matou no Star Ballroom Dance Studio em Monterey Park, cerca de 11 quilômetros (km) a leste do centro de Los Angeles. Outras 10 pessoas ficaram feridas e sete permaneciam hospitalizadas na noite de ontem.

O ataque de Tran poderia ter sido muito pior. Cerca de 20 minutos após o tiroteio em Monterey Park, o suspeito entrou na boate Lai Lai Ballroom & Studio, na cidade vizinha de Alhambra. Lá, Brandon Tsay, que dirige o local de dança familiar, arrancou uma arma do atirador antes que ele pudesse disparar.

“Naquele momento, foi um instinto primitivo”, disse Tsay à mídia, dizendo que o atirador fugiu do local após uma briga de 90 segundos. “Algo aconteceu lá. Não sei o que deu em mim.”

Cerca de 12 horas depois, policiais da cidade de Torrance abordaram uma van branca que Tran dirigia. Quando os policiais se aproximaram da van, eles ouviram um único tiro de dentro quando Tran se matou.

© SDC - Todos os diretos reservados.