Janeiro Branco: Rede de Atenção Psicossocial do Estado oferece assistência em Saúde Mental

Na rede estadual, para suporte especializado é necessário ter encaminhamento

Por Bruna Dutra
Publicado em 25 de janeiro de 2023 às 11:11
...

A Rede de Atenção Psicossocial do Estado é composta por serviços que têm como objetivo oferecer assistência na área da Saúde Mental. Fazem parte da rede centros de atenção psicossocial, residências terapêuticas, hospital e espaços de reabilitação, além de serviços específicos para as crianças e os adolescentes. Com a campanha Janeiro Branco, que incentiva os cuidados com a Saúde Mental, os serviços vêm sendo ainda mais divulgados para a população.

De acordo com a chefe do Departamento de Saúde Mental da SES, Isabelle Rêgo, o foco é transformar a cultura a respeito do tratamento de transtornos mentais. 

“A Campanha Janeiro Branco de 2023 tem como imperativo o cuidado presente da saúde mental. Precisamos romper com estigmas e preconceitos, mostrando que a atenção com a saúde mental é para todos”, explicou. 

Na rede estadual, para suporte especializado, como assistência ambulatorial ou tratamento intensivo para os casos de crise psiquiátrica, é necessário ter encaminhamento de algum equipamento estadual ou municipal. 

Entre os equipamentos que integram a Rede Saúde Mental está o Centro de Atenção Psicossocial Dr. Bacelar Viana (CAPS III). Localizado em São Luís, no bairro do Monte Castelo, o serviço oferta tratamento de reabilitação psicossocial aliada a atividades laborativas, lúdicas, artesanais e cognitivas. 

A coordenadora do CAPS III, Margiane Neves Pereira, destaca que o cuidado precisa ser visto como uma estratégia de prevenção. “Nosso intuito é evitar que o indivíduo chegue ao adoecimento severo. Neste sentido, buscamos mostrar o quão é importante a valorização dos eixos da vida, levando em consideração o que faz bem para cada pessoa, cuidando desde a alimentação, à prática de esportes e o fortalecimento dos vínculos familiares”, explicou. 

Antônia Mendes, de 34 anos, há dois meses é beneficiada pelo tratamento ofertado na unidade. “Hoje, eu já consigo retomar algumas atividades. Aqui as pessoas encontram um alicerce para viver melhor, pois é imprescindível se cuidar”, afirmou. 

Catiane Evangelista, de 39 anos, que também é beneficiárias, afirmou que está reencontrando a razão de sorrir. “Hoje eu sou alguém que aceita o tratamento, pois, até chegar aqui, não aceitava que estava doente. A minha família foi quem deu o alerta de que eu precisava de ajuda, tanto que hoje já me falam em alta médica”, contou. 

Na rede estadual, as pessoas com algum transtorno mental também encontram acolhimento no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD Estadual) e na Unidade de Acolhimento Adulto (UAA), destinadas a quem está em processo de desintoxicação pelo uso abusivo de drogas.

Os serviços também são oferecidos no Hospital Nina Rodrigues (HNR), referência em atendimento psiquiátrico no Maranhão; e nas três Residências Terapêutica (SRT’s), que fazem acolhimento de longa permanência, assegurando direitos e promoção à autonomia. 

Atualmente, o Maranhão conta com 116 serviços de assistência à saúde mental, os quais estão distribuídos por todas as 19 Unidades Regionais de Saúde do Maranhão. Essas unidades compõem a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), iniciativa instituída pela Portaria nº 3088/2011, que consolida o processo de Reforma Psiquiátrica norteada pela Lei nº 10.216/2001, garantindo proteção e direitos às pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental.

Núcleo de Atenção à Saúde Mental da Criança e Adolescente

Para ampliar os cuidados com a Saúde Mental, o Governo do Estado tem disponibilizado, no Hospital Nina Rodrigues, atendimento psiquiátrico a crianças e adolescentes. 

Criado em 2020, o Núcleo de Atenção à Saúde Mental da Criança e Adolescente presta atendimento ambulatorial psiquiátrico em quadros de sofrimento psíquico, Transtorno do Espectro Autista (TEA), Transtorno do Déficit de atenção e /ou hiperatividade, entre outros.

Fonte: Governo do Maranhão

© SDC - Todos os diretos reservados.