Veja o passo a passo de como cancelar um PIX

O PIX é o tipo de transferência eletrônica mais utilizada no Brasil

Por Bruna Dutra
Publicado em 25 de janeiro de 2023 às 11:27
...

O Pix é uma das transações financeiras mais utilizadas no Brasil. Com ela, é possível enviar e receber valores entre bancos diferentes, a qualquer hora do dia, e sem ser cobrado por isso.

Entretanto, junto com a facilidade de realizar o procedimento, vieram também os golpes. Hoje em dia são muitas as tentativas de aplicar crimes usando o PIX. E, infelizmente, não são poucas as pessoas que acabam caindo nessas armadilhas.

Para completar, há também alguns casos onde, por conta de um número digitado errado, a transferência acaba sendo feita para um desconhecido. Em ambos os casos, embora não seja simples, há formas de contornar as situações.

Sendo assim, hoje o TecMundo te ensina como cancelar um PIX para reaver o seu dinheiro. Confira:

Como cancelar um PIX?

Antes de tudo é preciso lembrar que não há como cancelar o PIX de uma forma direta. Ou seja, caso você tenha feito uma transferência por engano, as instituições bancárias não contam com um recurso onde é possível cancelar o procedimento instantaneamente.

Com os cartões de crédito, por exemplo, é possível entrar em contato com a operadora e estornar o valor de uma compra que não foi feita por você.

Com o PIX não há esse procedimento. Entretanto, em casos onde o cliente sofre um golpe, como uma aquisição em um site falso, há formas de correr atrás do prejuízo  mesmo que todo o processo seja um pouco demorado.

O que fazer quando for vítima de um golpe por PIX?

Os golpes envolvendo o PIX cresceram junto com a popularidade do mecanismo de transferência eletrônica. Nesses casos, há uma forma ágil para tentar reaver o dinheiro perdido no crime virtual: o Mecanismo Especial de Devolução (MED).

O MED é uma ferramenta criada pelo próprio Banco Central para auxiliar as vítimas de fraudes com o PIX. Com ele, é analisado todo o processo de transferência e recebimento do valor no caso solicitado, para averiguar se houve mesmo um crime.

Para acionar o procedimento, você deve primeiro comunicar ao seu banco todo o caso, e fazer um Boletim de Ocorrência (BO) em uma delegacia de polícia. Depois disso, a instituição financeira será comunicada e poderá fazer o bloqueio como uma medida preventiva até o caso ser totalmente analisado.

Após o bloqueio, tanto o seu banco quanto o do possível fraudador têm um prazo de até sete dias para fazer uma análise do caso. Nesse momento as instituições bancárias irão verificar se houve mesmo a fraude. Se comprovada, o valor será devolvido à sua conta e, automaticamente, debitado na do golpista.

Por fim, é importante ressaltar que o prazo do PIX não pode ultrapassar 80 dias para ser avaliado. Caso contrário, não é possível iniciar o procedimento do MED.

Como tentar reaver o dinheiro de um PIX feito por engano?

Um dos problemas na hora de realizar um PIX é acabar digitando algum número ou palavra, e acabar fazendo a transferência para uma pessoa diferente da que deveria receber a quantia. Nesses casos, não há como fazer o procedimento acima para tentar reaver o valor enviado.

O que pode ser feito é tentar amigavelmente fazer com que a pessoa que recebeu o dinheiro faça a devolução. Para isso, é necessário entrar em contato com ela, explicar a situação, e torcer para que ela tenha consciência – e que o bom senso faça com que ela estorne o valor recebido por engano.

O problema é que em alguns casos não há como saber quem recebeu o valor. Por exemplo, caso a chave PIX seja um telefone ou e-mail, e o contato seja feito por uma mensagem ou ligação, não é possível afirmar que a pessoa que recebeu é a mesma que possui a chave com os dados cadastrados.

Mesmo assim, você pode correr atrás e tentar na justiça fazer com que o valor seja devolvido, principalmente se a quantia for muito alta. Vale lembrar que já tivemos os alguns casos onde a pessoa que recebeu o dinheiro foi notificada judicialmente a devolver o valor, como o homem que foi condenado pela Globo por não ter feito a devolução, e acabou tendo que pagar uma multa.

Por isso, preste muita atenção na hora de digitar as informações da chave PIX que receberá o valor. Se possível, use métodos como o QR Code que são mais seguros. E, principalmente, confira se o nome da pessoa que aparece na etapa de confirmação da transferência é o mesmo de quem vai receber o valor.

Agora que você já sabe que cancelar um PIX não é uma tarefa fácil, fique atento tanto na hora de fazer a transferência e não digitar nada errado, como também na hora de realizar seus pagamentos e não cair em nenhum golpe ou armadilha virtual.

Fonte: Site TecMundo

© SDC - Todos os diretos reservados.