Pomadas modeladoras: saiba quais são os cuidados e produtos autorizados pela Anvisa

Relatos recentes de cegueira temporária, irritação e sensação de queimadura nos olhos, após o uso de pomadas modeladoras para cabelo, motivou a Anvisa a cancelar várias marcas do produto.

Por Ana Thereza
Publicado em 9 de janeiro de 2024 às 18:26
...

Irritação, ardência e visão embaçada. Esse são os sintomas que foram relatados por pessoas que fizeram uso de pomadas modeladoras para penteados e tranças de raiz. Ao longo de 2023, a Anvisa já cancelou  4.284  produtos destinados para fixar e/ou modelar os cabelos.

Segundo os órgãos de vigilância sanitária existem dois componentes  utilizados em pomadas modeladoras que podem estar causando a irritabilidade: o methylisothiazolinone e o methylchloroisothiazolinone. Essas substâncias são conservantes que atuam com a finalidade de inibir o crescimento de microrganismos durante a fabricação e estocagem ou proteger os produtos da contaminação inadvertida durante o uso.

Devido a onda de notificações , em várias cidades do Brasil, a Anvisa começou uma investigação  sobre as marcas vendidas no país. Muitas foram proibidas, mas o problema continua.

Algumas marcas estão com a comercialização e uso suspensas pela Anvisa por conterem produtos que são considerados nocivos à saúde e que causam intoxicação ocular. Então, antes de utilizar o produto, é importante consultar a lista da Anvisa.

Em caso de uso de qualquer pomada modeladora, a principal orientação é evitar que ela entre em contato com a área dos olhos. Retirar o excesso, protegendo o rosto, antes de dar um mergulho e evitar que o cabelo entre em contato com a chuva é essencial.

© SDC - Todos os diretos reservados.