O presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, informou, na noite de terça-feira (25), que a Rússia