Anúncio foi feito pelo presidente sul-coreano, Yoon Suk-yeol