Ministro do Supremo alega que mudança causará prejuízo aos estados