Os especialistas afirmaram que o risco é maior 24% entre aqueles que passam muito tempo vendo televisão