A suspeita é de que José de Ribamar aguiar, de 64 anos, foi vítima de latrocínio