Empresa acusa rede social chinesa de fazer um negócio “sem pagar um valor justo pela música”.